Reportagem TVT: reforma e a aposentadoria especial de professores

Reportagem TVT: reforma e a aposentadoria especial de professores

Na tentativa de reduzir os gastos públicos o governo Temer (PMDB) propôs uma Reforma na Previdência que estabelece uma idade mínima para homens e mulheres se aposentarem.

A proposta valerá tanto para trabalhadores do sistema privado como para servidores públicos e atinge também os trabalhadores que têm direito ao regime de aposentadoria especial. Entre eles, os professores públicos que perderão o direito à aposentadoria com a redução de cinco anos na idade e no tempo de contribuição e os professores no ensino privado que perderão o direito à redução de cinco anos no tempo de contribuição. Esse direito foi conquistado pelos educadores em reconhecimento ao desgaste da profissão diante das condições precárias enfrentadas no sistema educacional.

A medida tem causado indignação nos professores porque, com o possível fim da aposentadoria especial e aumento do tempo de trabalho, eles  deverão passar mais tempo nas salas de aulas correndo o risco de desenvolverem problemas graves na coluna, nas cordas vocais, cardíacos, distúrbios psíquicos, lesões por esforços repetitivos, estresse, depressão, além de outras debilidades.

Para explicar como essa reforma pode ter consequência desastrosa para professores a TVT conversou com diversos especialistas, confira o vídeo:

Artigos relacionados

Notícias

Temer não repõe inflação do salário mínimo e derruba poder de compra dos trabalhadores

Apesar da inflação acumulada de quase 9% e preços de serviços básicos, como luz e gás, corroerem os salários dos trabalhadores, há dois anos Temer não repõe inflação do salário

Notícias

Professor, Professora, você não está sozinho(a)!

Estamos cientes das pressões, coerções e intimidações que os professores e professoras têm sofrido nos últimos dias relacionadas ao movimento “escola sem partido”, que visa coibir a liberdade de cátedra

Notícias

A educação na Constituição mais democrática do país

Elaborada por parlamentares eleitos democraticamente e contando com a participação de entidades do movimento popular, a Constituição de 1988 foi a mais democrática da história brasileira e a mais detalhista

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!