Moção de Solidariedade aos professores da Unimep

A diretoria da Apropucc aprovou Moção de Solidariedade aos professores da Unimep que estão sofrendo pressão e demissão decorrente do movimento sindical que luta por salários e melhores condições de trabalho.

Confira abaixo a íntegra do documento:

Moção de Solidariedade aos professores da Unimep

A Apropucc (Associação dos Professores da PUC-Campinas) vem a público expressar toda solidariedade aos professores da Unimep demitidos arbitrariamente, por meio de telegrama, em meio a um movimento pela negociação do pagamento dos salários atrasados.

Lamentamos a postura da reitoria da Universidade que num ato irresponsável decidiu demitir ainda o professor e presidente da Adunimep, atitude configurada como prática antissindical.

Desde maio do ano passado a entidade mantenedora da Unimep, o Instituto Educacional Piracicabano da Igreja Metodista (IEP), apresenta dificuldades para quitar os salários de cerca de 120 docentes. E, ao invés de tentar resolver os problemas financeiros e de condições de trabalho da instituição, ocasionados pelo próprio gestor, a reitoria promove a demissão dos professores para intimidar o movimento sindical atentando contra o direito constitucional de manifestação e também de greve.

Frente a este fato, repudiamos veementemente tamanha violência e exigimos que a reitoria da Unimep abra diálogo com os trabalhadores no campo do respeito e compromisso com aqueles que entregam suas vidas à Universidade.

A diretoria da Apropucc expressa toda solidariedade aos professores da Unimep que seguem em luta reivindicando direitos – pela retomada das discussões sobre o acordo coletivo de trabalho – e enfrentando a falta de diálogo e a violência por parte da reitoria.

Campinas, 8 de Julho de 2018

Associação dos Professores da PUC-Campinas (Apropucc)

Artigos relacionados

Destaques

Ciclo de Debates sobre Formação Política

A Apropucc (Associação dos Professores da PUC-Campinas) e o CES (Centro Nacional de Estudos Sindicais e do Trabalho) convidam para o Ciclo de Debates sobre “História e Importância dos Movimentos

Destaques

Fepesp: Resistência, agora mais do que nunca

Ao votar contra a manutenção da compulsoriedade do recolhimento da contribuição sindical, o Supremo Tribunal Federal exarou voto político e condenou os sindicatos ao enfraquecimento maliciosamente montado na ‘reforma’ trabalhista. 

Destaques

Contee reforça convocação para resistir ao Escola Sem Partido

O Projeto de Lei 7180, cuja ementa “inclui entre os princípios do ensino o respeito às convicções do aluno, de seus pais ou responsáveis, dando precedência aos valores de ordem

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!