Festival pela Democracia unirá educação e cultura em SP

 Nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, a Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (SP), na capital paulista, reúne professores, estudantes e pessoas envolvidas com produção cultural e comunidades escolares para compartilhar e debater experiências democráticas.

Em sua primeira edição, o Festival pela Democracia receberá Flávio Dino, governador do Maranhão e autor do decreto contra o Escola Sem Partido, e Daniel Cara, coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação. A professora da Faculdade de Educação, Lisete Arelaro, e o cientista político e professor da USP, André Singer, também estão entre os convidados.

Haverá também apresentações inspiradas nos Centros Populares de Cultura, com a proposta de disseminar a arte produzida nas periferias. Além disso, o grupo teatral Companhia do Tijolo, influenciado pelo educador Paulo Freire, é uma das atrações confirmadas no festival. A programação completa pode ser acessada neste link.

O Festival da Democracia exibirá ainda o documentário Excelentíssimos, do diretor Douglas Duarte, no dia 31. Após a exibição, o cineasta participará de debate sobre o filme, que registra o cotidiano no Congresso Nacional durante o impeachment de Dilma Rousseff.

As inscrições são gratuitas e no dia 31/01 haverá transmissão online.

O QUÊ
Festival pela Democracia

QUANDO
31/01/2019 entre 09:00 e 18:00

ONDE
Faculdade de Educação da USP

INSCRIÇÕES
20/01/2019 – 30/01/2019

MAIS INFORMAÇÕES
www4.fe.usp.br/eventos/evento?evento=4019

Fonte: CREI

Artigos relacionados

Notícias

Dossiê Reforma Trabalhista

O presente documento pretende contribuir para o debate sobre a reforma trabalhista em curso no Brasil. Para isso, busca analisar as principais propostas de alteração da legislação trabalhista e discutir

Notícias

Moção de Solidariedade aos países vítimas do Furacão Irma

O Centro Nacional de Estudos Sindicais e do Trabalho manifestou nesta segunda-feira (11) apoio às pessoas que sofrem as consequências do furacão que devastou os países caribenhos. Confira abaixo a Moção de Solidariedade:

Notícias

Professor, Professora, você não está sozinho(a)!

Estamos cientes das pressões, coerções e intimidações que os professores e professoras têm sofrido nos últimos dias relacionadas ao movimento “escola sem partido”, que visa coibir a liberdade de cátedra

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!