24/03 | Dia Nacional de Lockdown pela Vida

banner_ato_24_03_21Nossa mobilização irá ocorrer no momento de maior gravidade da pandemia do Covid-19 no Brasil. O sistema de saúde está à beira do colapso em todo o país e o número diário de mortes aumenta a cada dia. Nos aproximamos rapidamente da trágica marca de 300 mil vidas perdidas.

Em meio a toda essa crise, o governo anuncia mais uma troca no Ministério da Saúde e prioriza, com sua base no Congresso Nacional, mais cortes no orçamento e menos proteção social ao povo.

As entidades sociais, centrais sindicais, movimentos populares decidiram organizar essa mobilização nacional para enfrentar essa crise com unidade e reafirmar o compromisso com a democracia estabelecendo iniciativas conjuntas na defesa do nosso país.

Destacamos que, nesta data, entidades como CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e Contee (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino) vão fortalecer essa campanha em defesa da vida e cobrar vacina para todos já, com prioridade para trabalhadores/as em educação.

É urgente o nosso grito de revolta e indignação! Lutemos todos e todas!

  • Em defesa da VIDA! Pelo fechamento total das atividades (lockdown) por 15 dias em todo o Brasil para frear a pandemia, as mortes e o colapso do sistema de saúde.
  • AUXÍLIO EMERGENCIAL DE R$600 e PROTEÇÃO AOS EMPREGOS enquanto durar a pandemia, para que o povo possa sobreviver e enfrentar a fome e a carestia.
  • VACINA JÁ! Para todas as pessoas, em defesa do SUS.
  • Fim da política genocida que está matando o povo brasileiro pela doença e pela fome.

Os movimentos sociais defendem que no dia 24/03 os trabalhadores/as façam um lockdown e parem suas atividades, sejam externas ou remotas, para ficar em casa e protestar em defesa da vida!

Como participar?

  • Use nas postagens em redes sociais de divulgação, mobilização e agitação para as ações do dia 24 a hashtag #DIA24pelaVIDA para que possamos dar visibilidade às ações programadas.Devemos ficar em casa nesse dia! PARE pela vida, pela vacina, pelos empregos, pelo Auxílio Emergencial de R$600.
  • Se o seu trabalho não pode parar, leve essas bandeiras para dentro do local de trabalho: use carro de som, megafone, panfletos, adesivos, faixas, cartazes e a criatividade para dialogar e chamar a atenção dos trabalhadores, usuários, passageiros ou clientes quanto à urgência dessa luta.
  • Pressione os gestores e parlamentares, ajude na articulação de audiências públicas, produza cartas, manifestos e abaixo-assinados reivindicando ações de controle da pandemia, auxílio emergencial nacional e local e aquisição de vacinas.
  • Estimule e apoie as manifestações dos artistas locais com música, poesia, teatro, dança e outras linguagens através das redes sociais.
  • Organize lives, entrevistas ou rodadas de testemunhos da população. Nossa luta tem rosto e é feita de histórias reais.
  • Use as redes sociais! Distribua e poste os materiais da campanha, mas também produza seu próprio conteúdo. Grave vídeos ou áudios com sua denúncia ou testemunho de como a pandemia tem impactado a sua vida e como essas condições estão relacionadas à conduta irresponsável do governo Federal e dos que lhe dão apoio.
  • Intensifique as ações de solidariedade, com coletas solidárias e distribuição de alimentos e marmitas.
  • Decore a sua janela! Demonstre a indignação desde a sua casa. Fixe cartazes, panos pretos, acenda velas, bata panelas, se tiver aparelho de som reproduza áudios na sua janela.
  • Mais uma vez, vamos denunciar os crimes com a saúde pública e cobrar ações dos governos Federal, Estadual e Municipal para conter a pandemia e proteger o povo.

Façamos do dia #DIA24pelaVIDA um grande Dia de Mobilização e Luta!

Artigos relacionados

informativos

1917: o nascimento do futuro

Há 100 anos o mundo foi sacudido e posto de pernas para o ar. Em um lugar remoto do planeta, num país atrasado economicamente, mergulhado em uma guerra, com os

informativos

Cade veta fusão Kroton/Estácio, Fepesp distribui livro que explica o negócio da educação

Por cinco votos a um, Conselho veta monopolização do ensino superior privado no Brasil. Para entender o que motiva o interesse por meganegócios na educação, Fepesp distribui livro que explica

informativos

Defenda seu direito à aposentadoria participando da Greve Geral do dia 14/06

Atenção trabalhador, atenção trabalhadora, Seu direito à aposentadoria está sob ameaça. A proposta de reforma da Previdência do governo Bolsonaro e Paulo Guedes acaba com as aposentadorias públicas e privatiza

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!