Conhecimento Sem Cortes

Foi lançando o movimento “Conhecimento Sem Cortes”, de várias universidades e agências de fomento à pesquisa,  contra os cortes no orçamento das universidades públicas e da ciência e tecnologia.

Conhecimento Sem Cortes é uma campanha de mobilização social aberta e supra partidária promovida por  professores universitários, cientistas, estudantes, pesquisadores e técnicos em oposição à redução dos investimentos federais nas áreas de ciência, tecnologia e humanidades e ao sucateamento das universidades públicas e dos institutos de pesquisa no Brasil.

O objetivo da campanha é monitorar e denunciar os cortes de orçamento e suas consequências negativas para a sociedade brasileira, além de sensibilizar a população para o que se produz nas universidades e nos institutos de pesquisa. Esperamos, assim, reunir apoio para pressionar o governo federal a garantir condições de funcionamento às instituições de ensino superior e de pesquisa. As primeiras articulações da campanha se deram com a organização das atividades da Marcha da Ciência, movimento internacional que aqui no Brasil contou com a participação das comunidades científicas de mais de 20 cidades.

A mobilização por #ConhecimentoSemCortes diz respeito ao modelo de desenvolvimento que queremos para o Brasil. Os ambientes de ensino superior e de pesquisa científica são fundamentais na busca de soluções para combater a pobreza, a violência, melhorar a saúde e a educação da população e proporcionar maior eficiência e sustentabilidade socioambiental nos projetos que visam o crescimento do país e a diminuição das desigualdades.

Os organizadores convidam grupos da sociedade civil organizada, professores, estudantes e técnicos para que se unam ao esforço de valorizar e proteger o pleno acesso às estruturas de produção de conhecimento para esta e para as futuras gerações.

Tendo em vista a importância da questão a Apropucc apoia essa pauta e contribui para a divulgação da campanha que conclama à sociedade a assinar a petição (abaixo-assinado), compartilhar conteúdos pelas redes sociais e acompanhar os eventos e o tesourômetro.

Ementa do abaixo-assinado

Nós, abaixo-assinados, estamos mobilizados contra o desmonte que ameaça a universidade pública e a área de ciência, tecnologia e humanidades. Com o menor orçamento dos últimos 10 anos e novos cortes de recursos e em programas de pesquisa sendo anunciados todos os meses, a sociedade brasileira está rapidamente perdendo sua estrutura de produção de conhecimento e formação profissional.

O desmonte do setor de ensino e pesquisa acarreta profundos impactos negativos no presente e no futuro do país. Mobilizados contra os cortes no conhecimento, exigimos:

– A garantia do pleno funcionamento das universidades públicas e dos institutos de pesquisas;

– A garantia da continuidade de bolsas de estudo e políticas de permanência para estudantes nas universidades, especialmente cotistas;

– A retomada de investimentos em ciência, tecnologia e pesquisa nos mesmos patamares de 2014;

– A retirada de Educação e Saúde do teto de gastos imposto pela Emenda Constitucional 95

Seguimos mobilizados pela valorização do conhecimento científico, acadêmico e tecnológico do Brasil, principal caminho para superar a crise e avançar em direção ao desenvolvimento sustentável e justo do país.

Clique aqui para assinar o documento.

Artigos relacionados

Notícias

Campanha Salarial 2017: O acordo que queremos é por dois anos

Começou o ano, começou nossa Campanha Salarial 2017. Neste mês está sendo realizada a primeira rodada de negociações da Fepesp e seus sindicatos integrantes com os representantes das instituições de

Notícias

Caravana da Democracia chega à PUC-Campinas

O movimento Caravana da Democracia, que já realizou mais de 80 eventos em universidades, escolas e espaços públicos de diversas cidades paulistas, chega nesta segunda-feira (9) à PUC-Campinas, onde promove

Notícias

“Reforma da previdência será maior desmonte social da história”, alerta Dieese

Jornal GGN – O diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, comparou o desafio de impedir a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287, da reforma da Previdência, que

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!