1º de Maio| Pelo Emprego, Direitos, Democracia e pela Vida

Neste 1º de Maio, Dia Internacional do Trabalhador e da Trabalhadora, as centrais sindicais, Pastoral Operária as frentes populares, sindicatos e entidades dos movimentos sociais vão ocupar as ruas do país para reivindicar melhores condições de trabalho e de vida.

1demaio_ato_2022_OficialAssim que terminar a manifestação, por volta das 11h, as caravanas organizadas pelas entidades sindicais e populares seguirão rumo ao Ato Unificado em São Paulo, no Pacaembu.

“Defesa do Emprego, Direitos, Democracia e pela Vida” é o lema deste 1º de Maio que busca fortalecer a luta por mais direitos e por um país mais justo, com uma política econômica que priorize o desenvolvimento com geração de emprego e renda para o país.

Os organizadores do evento orientam os participantes que respeitem os protocolos de saúde e usem máscara e álcool em gel.

Conclat discute os rumos do país

O 1º de Maio é uma data de celebração das conquistas dos trabalhadores e trabalhadoras e também um dia de resistência e de luta.

No Ato Unificado em São Paulo, as Centrais Sindicais que realizaram o Conclat 2022 (Congresso da Classe Trabalhadora) apresentarão a Pauta da Classe Trabalhadora, com propostas para o desenvolvimento do país.

Alguns dos temas norteadores do documento são: emprego e renda; contra os aumentos de preços de alimentos e combustíveis; valorização do salário mínimo; contra a fome e a miséria; mais direitos; valorização dos serviços e dos servidores públicos; defesa da democracia; mais investimentos em saúde, educação e transportes e contra a carestia.

O objetivo desse documento organizado no Conclat, em abril deste ano, é consolidar e fortalecer o diálogo sobre os rumos do nosso país, especialmente neste ano decisivo de eleições.

O evento será transmitido ao vivo pelo Youtube e Facebook das centrais sindicais; e pelo Youtube da TVT (Youtube.com/redeTVT).

Artigos relacionados

informativos

Anamatra ajuíza ação no STF contra a limitação de indenização por dano moral

Gervásio Batista A Anamatra ajuizou, no Supremo Tribunal Federal (STF), Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra as novas regras, trazidas pela Lei 13.467/17 (reforma trabalhista) e pela Medida Provisória nº

informativos

Plano de Saúde garantindo até 1º de Maio, enquanto seguem as negociações

Devido às mobilizações e união dos docentes, foi estendido até o dia 1º de maio, o prazo de validade da cláusula que garante assistência médico-hospitalar a professores e auxiliares de

informativos

Convocação para Greve Nacional da Educação

A Apropucc conclama os professores e as professoras da PUC-Campinas a aderir à Greve Nacional da Educação, organizada pelas entidades dos movimentos de educação e popular, contra os sucessivos cortes nas

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!