Educação Superior: Pauta patronal propõe corte de direitos

Educação Superior: Pauta patronal propõe corte de direitos

Na semana passada, dia 30, aconteceu a segunda rodada de negociação da Campanha Salarial dos professores e auxiliares do Ensino Superior de São Paulo.

A comissão dos sindicatos integrantes da Fepesp (Federação dos Professores do Estado de São Paulo) reuniu-se com o Semesp (Sindicato das Mantenedoras) para debater itens da pauta de reivindicação.

As cláusulas de bolsa de estudos e de assistência médico-hospitalar foram tema desta segunda reunião. As questões colocadas na mesa, sobre estas cláusulas, foram pontuais e fazem parte de um conjunto de propostas apresentadas pelo setor patronal e enviadas aos sindicatos na semana passada, e ainda carecem de detalhamento e esclarecimentos.

Patrão agora tem pauta

Uma novidade surgiu nesta data-base, as instituições de ensino jogaram na mesa uma pauta de reivindicações. É um pacote de maldades porque acham que temos muito, e querem nos dar menos.

Os representantes das instituições de ensino querem mudar para pior as cláusulas que regulamentam as horas extras, bolsas de estudos, plano de saúde, garantia semestral de salário e a dispensa imotivada.

Essa pauta é mais uma prova que querem cortar nossos direitos conquistados com muitos anos de luta. Não podemos andar para trás, é preciso nos unir para defender os nossos direitos!

Confira abaixo o Boletim Informativo da Fepesp:

BOLETIM EDUCAÇÃO SUPERIOR - 01FEVEREIRO - PATRÃO TEM PAUTA

Fonte: Fepesp

Artigos relacionados

Notícias

Sinpro Campinas promove Encontro de Cultura e Educação indígena

Começa no dia 14 e vai até 21 de maio o Encontro de Cultura e Educação de Campinas e Região, numa promoção da cultura indígena e afro-brasileira, realizada pelo Sinpro

Notícias

15 de Outubro: Feliz Dia do professor!

Dia 15 de Outubro celebramos o Dia do Professor. Nesta data, queremos parabenizar a categoria pelo seu esforço e dedicação na luta por uma Educação de qualidade. Propomos também uma

Notícias

Nota Pública da Apropucc sobre ataques a docentes

Neste momento conturbado do país em que as perseguições aos docentes promovidas pelo avanço do projeto “Escola Sem Partido” vem crescendo, a Apropucc se coloca a disposição dos professores e das

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!