Rumo ao 15 de março: Contra a reforma da Previdência, dia de luta é todo dia

Rumo ao 15 de março: Contra a reforma da Previdência, dia de luta é todo dia

O dia 15 de março será o Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência; dia da greve geral convocada pela CNTE e apoiada pela Contee; dia de mobilização dos trabalhadores/as em educação, da rede pública e do setor privado, juntamente com todas as demais categorias, contra os ataques aos direitos previdenciários e trabalhistas.

Mas essa não é uma luta restrita ao dia 15. É uma batalha diária e que já está acontecendo: nas convocações para a mobilização e nos materiais disponibilizados pela Contee — como os cartazes da greve geral e o jornal sobre a reforma da Previdência —; nas panfletagens feitas pelos diretores e diretoras da Confederação e das entidades filiadas; nas ações dos sindicatos junto às bases dos parlamentares — como orientado no nosso Seminário de Negociação Salarial e Reforma da Previdência —; na presença em Brasília.

A Contee está engajada nessa tarefa. Ontem, além da presença do coordenador da Secretaria de Previdência, Aposentados e Pensionistas, Ademar Sgarbossa, na reunião da comissão especial que discute a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287 — que trata da reforma previdenciária e de toda a seguridade social —, uma força-tarefa da qual participaram os diretores Ademar Sgarbossa, Alan Francisco de Carvalho (Secretaria de Comunicação Social), Manoel Henrique da Silva Filho (Secretaria de Políticas Sindicais) e Rodrigo Pereira de Paula (Secretaria de Assuntos Institucionais), além da assessoria jurídica da entidade, se reuniu na sede da Confederação para discutir estratégias de enfrentamento.

Todo esse trabalho tem como meta a construção de uma resistência efetiva contra os ataques do governo golpista de Michel Temer e toda a orquestração de forças que o apoiam no Legislativo e no Judiciário. A luta é agora e todos os dias! Por nenhum direito a menos!

Fonte: Sinpro Campinas

Artigos relacionados

informativos

Assembleia vai discutir a contribuição sindical e a resistência à reforma trabalhista

Querem destruir seu Sindicato e junto com ele os seus direitos! A estratégia do governo e dos patrões é enfraquecer nossa organização e, para isso, a Reforma Trabalhista alterou de forma

informativos

MEC valida EaD para Ensino Médio e anuncia mudanças no Enem

O Ministério da Educação (MEC) anunciou na terça-feira 20 mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que devem vigorar a partir de 2021. As informações são do O Globo. Com

informativos

Governo Temer diz que geração de bico melhora mercado de trabalho

Caged aponta “geração” de 6 mil vagas com contrato intermitente de trabalho desde que Temer legalizou o bico com a reforma Trabalhista Escrito por: Marize Muniz Em 2017, ano em

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!