Sala de Professores da TV Fepesp apresenta “Educação a distância: vale tudo?”

O programa Sala de Professores da TV Fepesp apresenta o tema “Educação a distância: vale tudo?”.

A nova regulamentação da Educação a Distancia, a EAD, definida pelo Ministério da Educação vai permitir que o ensino seja ministrado sem qualquer atividade presencial. Vai ser a abertura da universidade cem por cento virtual.

A Educação a Distancia é a modalidade de ensino que mais cresce no Brasil mas especialistas já se preocupam com a qualidade de novos cursos ministrados sem sala de aula, sem acompanhamento direto e ao vivo do aluno, mas com maior possibilidade de lucro pelas instituições de ensino.

E agora, vale tudo? No estúdio da TV Fepesp, Celso Napolitano entrevista o filósofo e especialista em EAD João Mattar, acompanhado do professor Gentil Gonçales, presidente do Sinprovales, o sindicato dos professores de Indaiatuba, Salto e Itu.

Toda semana, um novo debate. Sempre um tema de importância para a organização da categoria e para a vida de quem faz nossa educação.

Sala de Professores é resultado da parceria inédita entre a Fepesp e o Canal Universitário de São Paulo – para fortalecer o campo da comunicação pública e avançar a causa de professores, auxiliares e técnicos de ensino.

Fonte: TV Fepesp

Artigos relacionados

informativos

Em Campinas tem ato Pela Democracia e Nenhum Direito a Menos

Os trabalhadores de Campinas estão preocupados com o avanço das pautas conservadoras no Congresso Nacional e o agravamento do cenário político no país. Dessa forma, estamos encampando a luta nacional

informativos 0 comentários

Posse da diretoria reafirma luta em defesa dos interesses dos professores

A tarde desta quinta-feira (18) foi marcada pela posse da nova diretoria da Apropucc. A comemoração realizada na sede da entidade foi prestigiada por dirigentes sindicais, diretores de faculdades, coordenadores

informativos

Eleições: Nota Pública da Apropucc sobre o 2º turno

Nota Pública da diretoria da Apropucc aponta preocupação com a escalada de intolerância que tomou conta do segundo turno eleitoral e conclama os professores e as professoras à unidade para defender

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!