Dobra número de professores com transtornos mentais no Brasil

Uma recente pesquisa divulgada pela Globonews afirmou que o número de professores de escolas estaduais afastados por transtornos mentais ou comportamentais quase dobrou entre 2015 e 2016. De acordo com a apuração no ano de 2015, cerca de 25.849 professores apresentaram algum tipo de problema. Em 2016 esse números chegou a 50.046. No ano de 2017, até setembro, houve 27.082 afastamentos de docentes.

Outra pesquisa realizada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) com mais de 100 mil professores e diretores de escolas do segundo ciclo de ensino fundamental revela que o Brasil é o país que tem o maior índice de violência contra professores.

A enquete foi feita com 34 países e constatou que 12,5% dos professores brasileiros já foram vítimas de agressões verbais ou intimidação de alunos pelo menos uma vez na semana.

Outro pesquisa denominada Trabalho Docente na Educação Básica do Brasil revela que depressão, ansiedade, nervosismo e estresse são algumas das principais causas que levam ao afastamentos de professores. Em declaração a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE) afirma que a categpria sofre muito estresse devido à quantidade de alunos em sala de aula, baixa remuneração e pelas más condições de trabalho.

Artigos relacionados

Notícias

Terceirização precarizará condições de trabalho dos professores

Projeto representa uma ameaça real aos direitos adquiridos pela categoria, como semestralidade, bolsa de estudos e hora atividade A terceirização irrestrita, aprovada pela Câmara dos Deputados no dia 22 de

Notícias

Psicodrama Público: E aí? A sua vida se repete?

E se essa minha vida se repetisse sempre? Essa é a provocação apresentada pelo “Psicodrama Público – Teatro da Vida” que será realizado dia 1° de Outubro, das 19 às

Notícias

“Mostra Luta!” completa 10 anos

“Mostra Luta!” completa 10 anos e vai oferecer uma programação gratuita e diversificada, que inclui teatro, música, exposições, rodas de conversa, exibição de filmes, entre outras atividades, em diversos espaços culturais de Campinas, entre

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!