Seminário Nacional “Outros Outubros Virão”

Estarão em debate questões como a democracia socialista e o desenvolvimento das forças produtivas num país relativamente atrasado, além do seu importante legado aos trabalhadores, às nações e à humanidade.
O seminário debaterá, também, a nova luta pelo socialismo na realidade do século XXI, à luz da experiência soviética.
Será no próximo sábado (11), das 9 às 21h, no Hotel Braston, localizado na Rua Martins Fontes, 330, Centro em São Paulo.

 

PROGRAMAÇÃO
1 – Das 9h às 12h: Conferência “A Revolução bipolar — a gênese e a derrocada do socialismo soviético”, com Luís Fernandes, professor do Instituto de relações Internacionais (IRI) das PUC-Rio e da UFRJ.

Debatedores: Augusto Buonicore e Nádia Campeão, integrantes da direção nacional do PCdoB.

2 – Das 14h às 17h30: Painel “Faces do legado soviético”.

– Educação: Nereide Saviani, doutora em educação.

– Ciência: Climério Paulo da Silva Neto, professor da Universidade Federal do Oeste da Bahia.

– Cultura: Alexandre Simões Pilati, professor de literatura da Universidade de Brasília.

– Mulheres: Lúcia Rincon, professora doutora da PUC-Goiás.

– Luta anticolonialista e antirracista: João Quartim de Moraes, professor titular aposentado da Unicamp.

3 – Das 18 às 18h30: Sessão de autógrafos dos livros “A Revolução bipolar — a gênese e a derrocada do socialismo soviético” (autor: Luis Fernandes) e “100 anos da Revolução Russa — legados e lições” (vários autores).

4 – Das 18h30 às 21h: Conferência “A nova luta pelo socialismo”, com Renato Rabelo, presidente da Fundação Maurício Grabois.

Debatedores: Walter Sorrentino, vice-presidente do PCdoB e Elias Jabbour, professor adjunto da Faculdade de Ciências Econômicas da Uerj.

Fonte: Fundação Maurício Grabois

Artigos relacionados

informativos

Fórum Social Mundial 2016

O Fórum Social Mundial (FSM) é um importante espaço de articulação de inúmeras matizes da luta anticapitalista, seu caráter auto-gestionário, pela radicalidade de suas propostas políticas, sociais, econômicas e ambientais

informativos 0 comentários

Professor Uber: a precarização do trabalho invade as salas de aula

A degradação das relações trabalhistas ameaça a carreira docente. Na rede pública de três estados, os temporários já são maioria   Sob o comando do tucano Duarte Nogueira, a prefeitura

informativos

TRT mantém decisão e anula alterações na carreira docente da PUC-Campinas

Em 2006, entrou em vigor o novo plano da carreira docente da PUC-Campinas que, dentre outras mudanças, estabeleceu que as horas-pesquisa, antes chamadas horas-dedicação, valeriam 60% do valor referência da

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!