Tudo o que você precisa saber sobre redução de carga horária

As Convenções e Acordos coletivos de trabalho proíbem a redução imotivada no número de aula dos (as) professores (as).

Segundo os documentos, a redução de carga horária é apenas possível em três hipóteses: pedido do professor, mudança curricular ou supressão de classe provocada pela redução de matrículas.

A proposta de redução de carga horária deve ser feita por escrito e a resposta deve ser dada em até cinco dias corridos, também por escrito.

Se o (a) docente não concordar com a proposta, a instituição de ensino deve manter o número de aulas ou rescindir o contrato por demissão sem justa causa e pagar todos os direitos base no salário atual, não reduzido.

Professor, professora, atenção! Não assine nada que possa comprometer seus direitos! Caso tenha dúvidas, procure o Sinpro para orientações.

Com informação de Fepesp e Sinpro SP

Fonte: Sinpro Campinas

Artigos relacionados

Notícias

Sinpro entra em Férias Coletivas de 10 a 29 de julho

O Sinpro Campinas e Região informa que, no período de 10 a 29 de julho, o Sindicato e suas Subsedes estarão fechados para cumprir o período de férias coletivas de

Notícias

1ª Plenária Estadual de Educação da Fepesp

Nesta terça-feira(9), das 9 às 15h, no auditório do Sinpro SP, acontece a 1ª Plenária Estadual de Educação sob o lema “Em defesa da Educação e da Democracia”. O Sinpro

Notícias

A Carteira do cidadão de segunda classe

Ou: como se declarar escravo com uma carteira de trabalho fajuta por Ricardo Paoletti (*) Muitos, mas nem todos, conhecem a cor da carteira de trabalho, que registra o seu emprego

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!