Encontro no Sinpro Campinas aprofunda debate sobre instituições católicas

A Fepesp saúda o Sinpro Campinas pelo Encontro Nacional de Professores e Estudantes das Universidades Católicas. Evento ocorreu na sede do Sindicato, dias 7 e 8. Realizado em formato híbrido, com amplas participações, o Encontro teve apoio, entre outras entidades, da Apropucc e do CES (Centro de Estudos Sindicais).

O Encontro lançou luzes sobre o papel da universidade frente aos desafios educacionais, a importância das Humanidades e também da democracia no ambiente acadêmico católico. Celso Napolitano, presidente da nossa Federação, por meio da plataforma Zoom, falou na abertura. A noite da sexta teve palestra do filósofo e educador Alípio Casali – tema “Diferencial e Razão de Ser da Universidade Católica”.

Sábado – Palestras do sociólogo Márcio Roberto Tangerino, ex-professor da PUC-Campinas, e de Madalena Guasco Peixoto, diretora da Faculdade de Educação da PUC-SP. Uma Comissão finaliza a Carta Coletiva com a síntese dos debates, diretrizes e propostas do Encontro. Houve apresentação do coral do Sinpro Campinas, regido pelo professor Paulo Cosiuc.

A professora Conceição Fornasari, presidenta do Sinpro Campinas, ressalta a oportunidade de reunir a comunidade acadêmica pra um debate cada vez mais necessário. “Imprescindível garantir que a democracia não morra e as instituições católicas contribuam a fim de garantir espaço às lutas e reivindicações no ambiente acadêmico, por uma educação de excelência e trabalho docente”, afirma.

Segundo a presidenta Concenição, a ideia original do evento nasceu das visitas constantes do Sinpro aos professores da PUC-Campinas na campanha salarial, quando surgiram também outras demandas e denúncias acerca de demissões arbitrárias e descumprimento de cláusulas da Convenção Coletiva da categoria.

O Encontro nacional das PUCs, UCs e Colégios de Aplicação ganhou dimensão internacional, com a participação, entre outras, de Bernardo Beltrán, Diretor de Relações Internacionais do Sindicato dos Professores da Rede Privada da Argentina (professorado já sente os efeitos do extremismo de Milei). O próprio Vaticano mandou saudação ao Encontro, por meio do Cardeal José Tolentino de Mendonça.

Sequência – A Carta será veiculada nos próximos dias e o Sinpro Campinas planeja editar revista virtual do Encontro, que poderá ganhar versão impressa. O gesto do Vaticano será retribuído com uma Carta ao Papa Francisco. Já se projeta um próximo Encontro ano que vem, com apoio, entre outras, da Confederação, a Contee, além de entidades estudantis.

Plenária – Aprovada a Carta ao Encontro, que traça o plano de ação e a continuidade das lutas. Alguns pontos:

  • Novo Encontro já no primeiro semestre de 2025.
  • Encontro Nacional das Adpucs e Apropuccs.
  • Encontro Nacional das IES da Educação Superior pela Contee, entre outros.

Categoria – Participaram representantes dos Sinpros Goiás, Santos, Sorocaba, São Paulo, entre outros, e professores de todo País, de modo presencial ou virtual.

A Fepesp destaca o peso, a amplitude e a simbologia do Encontro pensado, organizado e sediado pelo Sinpro Campinas.

Fonte: Fepesp

Artigos relacionados

Notícias

11/04: Aula Pública sobre a Reforma da Previdência

Na terça-feira (11), das 11h35 às 13h15, o Campus II da PUC-Campinas (sala B-35) sediará a aula pública sobre a Reforma da Previdência. A intenção é discutir com os professores

Notícias

Temer corta verba de educação, saúde, assistência social e saneamento

Com o orçamento limitado pela emenda constitucional que prevê um teto de gastos para o governo federal, as vítimas preferenciais da escassez de recursos em 2018 serão as áreas sociais,

Notícias

Debate: Democracia Direta em Perspectivas

No sábado (28), às 14h, acontece o debate “Democracia Direta em Perspectivas” organizado pelo Coletivo Vírus  com apoio do Sindipetro Unificado/Campinas (Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo).

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!