Professores do Ensino Superior rejeitaram contraproposta patronal

Professores do Ensino Superior rejeitaram contraproposta patronal

assembleia2_30_04_16_ferdefreitas_reduzida

Assembleia rejeita proposta patronal

No último sábado (30) a assembleia dos professores do Ensino Superior recusou a proposta de reajuste salarial apresentada pelo Semesp (Sindicato das Mantenedoras do Ensino Superior).

O Semesp apresentou um reajuste de 7% retroativo a 1º de março e mais 3,57% em agosto, totalizando 10,57%, além de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de 12% em outubro, sem acordo para o próximo ano.

A contraproposta foi considerada insuficiente pela categoria por não recompor as perdas salariais decorrente da inflação. Reivindicamos 15% de reajuste e manutenção de quase 70% das cláusulas presentes em nossa Convenção Coletiva de Trabalho.

Diante da rejeição da contraproposta e devido ao impasse na negociação que já dura quase quatro meses, o Sinpro Campinas junto com a Fepesp (Federação dos Professores do Estado de São Paulo) buscará a mediação do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) para viabilizar um acordo entre as partes envolvidas – categoria e patronato.

Os professores também aprovaram um plano de lutas que tem como foco a intensificação da mobilização com conscientização dos pais e estudantes, a produção de vídeos sobre a Campanha Salarial, inserções em rádios da região, entre outras ações.

O presidente da Apropucc, Ednilson Arendit e o secretario geral, Paulo Cosiuc, participaram da assembleia.

Vale lembrar que o Sinpro Campinas criou um site especial para tratar da Campanha Salarial 2016, acesse aqui.

Artigos relacionados

Notícias

TV Fepesp: Os 70 anos dos direitos de todos os humanos

Dia 10 de dezembro a Declaração Universal dos Direitos Humanos completou 70 anos. A Declaração inspirou as cláusulas pétreas da Constituição democrática de 1988 e, para professores e auxiliares de

Notícias

Manifesto em defesa da Igualdade de Gênero na Educação

Os participantes do Seminário Internacional Direitos Humanos e Desenvolvimento Inclusivo, realizado entre os dias 21 e 23 de setembro de 2015, lançaram o manifesto “Em Defesa da Democracia e dos

Notícias

Censo traz retrato da educação superior do país

Além do avanço da educação a distância, o levantamento aborda formação de professores, permanência de estudantes, ingresso e inclusão, entre outros temas A educação a distância foi o destaque do

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!