Candidatos a vereador da REDE, PMDB, PCdoB e PPS participaram de sabatina

Candidatos a vereador da REDE, PMDB, PCdoB e PPS participaram de sabatina

A segunda sabatina com candidatos à Câmara Municipal de Campinas aconteceu na manhã de quinta-feira (22) e contou com a presença de quatro dos seis candidatos convidados para apresentarem suas propostas para a temática “O Legislativo e as Políticas Públicas para a Educação e a Saúde”.

Compareceram os candidatos Alcino Vilela Ramos Junior (REDE), Carlos Eduardo Cruz (PMDB), Gustavo Petta (PCdoB) e Renato Dellova (PPS). Confirmaram presença, mas não justificaram ausência, Carlos Henrique Caetano (PSTU) e Paulo Sergio Galtério (PSB).

Devido ao grande número de candidatos a vereador na cidade, mais de 800 inscritos, participaram dos encontros um candidato indicado por partido, que foram divididos em três etapas de sabatinas.

Essa segunda sabatina foi aberta com a apresentação de cada candidato. No primeiro bloco da disputa, eles responderam perguntas feitas por escrito pelos presentes e em seguida algumas pessoas da plateia fizeram os questionamentos diretamente aos candidatos. Para finalizar eles fizeram suas considerações finais destacando sua candidatura.

Os candidatos responderam questões dos temas relacionados à educação continuada, Escola Sem Partido, propostas educacionais para pessoas com deficiência auditiva, passe livre para estudantes do ProUni, melhorias na qualidade do atendimento da Saúde Pública, política de coalizão e alianças partidárias, corrupção e personalismo na gestão pública, transporte público, comissionados, participação da mulher na política, entre outros.

O ponto alto do debate foi a discussão sobre as propostas de melhorias da Educação Pública, com foco no Plano Municipal de Educação.

Carlos Eduardo Cruz (PMDB) afirmou que irá fazer um mandato que lute pela implementação e a fiscalização do Plano Municipal de Educação tendo em vista que “a educação é muito importante porque forma as pessoas do amanhã e é na educação que vamos transformar o nosso país, nosso Estado e a nossa cidade”.

Para Renato Dellova (PPS) a primeira coisa é trazer a sociedade e os profissionais para discutir o plano e não deixar só a cargo da administração do Poder Executivo. “Como o vereador está mais próximo das necessidades sociais do cidadão, ele acaba identificando quais são os maiores problemas a serem tratados dentro do Plano Municipal de Educação e projeta as atividades do Executivo por um longo período, por isso, a participação é importante para fazer algumas propostas que farão parte deste plano”, disse.

Alcino Vilela Ramos Junior (REDE) explicou que o Plano Municipal de Educação será seu guia dentro da discussão de Educação Pública na Câmara Municipal. Segundo ele, é preciso envolver a sociedade, ganhar força na Câmara, fiscalizar e envolver os conselheiros de Educação. “Campinas tem o Conselho de Educação, o Fórum Permanente do Plano Municipal de Educação e devemos levar essa demanda e fazer força junto ao Poder Executivo para cumprir essas promessas e estratégias. Além de fiscalizar quanto do orçamento está sendo investido e planejado no Plano Plurianual”.

O vereador e candidato Gustavo Petta (PCdoB) revelou que presidiu a Comissão Permanente de Educação, Cultura e Esporte no primeiro ano da atual legislatura e que organizou o primeiro debate público sobre o Plano Municipal de Educação. “Participei ativamente das conferências e das discussões que elaboraram o plano e discordei de algumas propostas que vieram do Executivo porque achava que deveríamos ter propostas mais ousadas. Apresentei emendas e fui derrotado em algumas delas, mas hoje nós temos um plano que pode nos guiar para avançarmos muito no tema da educação”, descreveu. De acordo com ele, o papel do vereador é fiscalizar as metas que estão elaboradas nesse plano.

Durante a sabatina, os candidatos falaram como pretendem trabalhar para melhorar as áreas da Saúde, Educação e Transporte públicos nos próximos quatro anos no Legislativo.

Uma estudante do curso de Jornalismo que não quis se identificar avaliou como positivo a sabatina, principalmente, para a formação e conscientização dos jovens que votarão pela primeira vez.

O encontro foi mediado pelo cientista político e professor Vitor Barletta Machado.

Fotos: Fabiana Ribeiro

Sobre o autor

Artigos relacionados

Notícias

Campanha Salarial 2017: nova rodada de negociação

A Campanha Salarial 2017 de professores e auxiliares da Educação Superior privada em São Paulo avançou, ontem, em nova rodada de negociação: o acordo de dois anos faz sentido e

Notícias

Movimentos sociais lançam a Frente Povo Sem Medo em Campinas

Será realizada em Campinas a plenária de lançamento da Frente Povo Sem Medo, movimento nacional integrado por mais de 30 entidades sindicais, movimentos sociais e culturais, sem-teto e comunidades de

Notícias

Proposta da nova Previdência ainda tem vários pontos críticos, analisa Clemente Ganz Lúcio

O projeto de reforma da Previdência avançou na Câmara dos Deputados, depois de receber reação contrária de parte da sociedade, em especial dos movimentos sindical e social, que repudiam as

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!