Ensino Superior terá assembleia (dia 15/06) com abono de falta e pagamento

O direito ao abono de faltas para participação em assembleias sindicais foi uma conquista de Campanha Salarial que passou a constar na Convenção Coletiva do Ensino Superior. Tem validade para professores e para auxiliares de administração. Pela cláusula, os educadores terão sua falta justificada e o pagamento garantido pela participação na atividade.

cs22-logo-superior-cor-300x269Como resultado destas negociações, em 18 de maio, na reunião entre o Semesp, a Fepesp e demais federações, o patronal acatou o pedido de ultratividade da Convenção Coletiva – sendo ‘ultratividade’ o termo que define a manutenção das cláusulas do Acordo Coletivo durante as negociações. Neste caso, o acordo prevê a manutenção das cláusulas até 12 de julho.

No dia 15/06 a assembleia será simultânea em todo o Estado. Cada sindicato irá indicar horário e fornecer link para participação remota, ou local para assembleia presencial. Aguarde detalhes.

O patronal até agora tem ficado alí, só enrolando. O que ofereceram de reajuste até agora – 4% em março +2% em janeiro de 2023, com um abono de 30% que não se incorpora ao salário – é inaceitável.

Fonte: con informações do Portal da Fepesp

Artigos relacionados

Notícias

Sinpro Campinas prepara diversas atividades para o mês do professor

O Sinpro Campinas e Região está preparando uma série de atividades para comemorar o Mês do Professor. No dia 16 de outubro faremos uma panfletagem no Largo do Rosário para

Notícias

“Reforma” trabalhista “conduz ao caos social”, diz desembargador do TRT-15

Crítico severo da “reforma” Trabalhista do governo Michel Temer (MDB-SP), a Lei n. 13.467/17 –, o professor Jorge Luiz Souto Maior, livre-docente de Direito do Trabalho da USP e desembargador do Tribunal

Notícias

Ministério Público divulga normas de proteção à saúde dos professore durante a pandemia

Nota Técnica – GT COVID-19 –Ministério Público do Trabalho/Procuradoria Geral do Trabalho Conheça a íntegra da “Nota Técnica para a atuação do Ministério Público do Trabalho na defesa da saúde e

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!