Venha hoje (31/08), às 17h, para a assembleia do Ensino Superior Privado

Professores/as do Ensino Superior Privado voltarão a se reunir em assembleia hoje (31/08), às 17h, para deliberar sobre proposta do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) apresentada em audiência de dissídio de greve na última sexta (26/08).
A audiência foi convocada pelo TRT em função do pedido de dissídio coletivo instaurado pelos sindicatos integrantes da Fepesp, entre eles o Sinpro Campinas.
O pedido de dissídio foi uma resposta da categoria ao impasse criado pelos mantenedores nas negociações.
Ao se recusarem a negociar com seriedade a reposição da defasagem inflacionária, além de cláusulas que regulamentem as relações de trabalho em aulas e cursos a distância, as instituições privadas de ensino obrigaram os sindicatos a procurar a mediação do TRT, que reagiu prontamente.
Na assembleia será apresentada a proposta do TRT e os sindicatos vão discutir quais atitudes serão tomadas pela categoria.
Os sindicatos e o patronal deverão voltar ao Tribunal, em nova audiência, no dia 15/09. Não havendo sucesso nas negociações ou acordo até essa data, o dissídio seguirá para julgamento.
Agende-se e participe da assembleia clicando neste link: https://us02web.zoom.us/j/86363118345
assembleia_31_08_2022

Artigos relacionados

informativos

Cineasta Carlos Pronzato fala da nova obra sobre os cem anos da greve geral de 1917

Argentino radicado no Brasil desde os anos 80, o cineasta Carlos Pronzato é um dos principais documentaristas da atualidade, com foco em temas populares e processos de lutas, entre eles

informativos

Candidatos a prefeito de Campinas apresentaram suas propostas na sabatina

A Apropucc em parceria com o Sinpro Campinas e a PUC-Campinas promoveu no dia 20 de setembro um debate eleitoral com os candidatos a prefeito de Campinas. Oito dos nove candidatos

informativos

Se a inflação está baixa, por que o custo de vida não cai?

por Dimalice Nunes A queda nos preços dos alimentos puxou o índice para baixo, mas os aumentos do gás, dos combustíveis e dos planos de saúde pesam para o consumidor

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!