Abaixo-assinado: pais, estudantes, professores e gestores rejeitam Lei da Mordaça

Tramita na Câmara Municipal de Campinas o projeto do grupo que se autodenomina “Escola sem partido”. O projeto é de autoria do vereador Tenente Santini (PSD). Entre outras restrições, esse projeto proíbe o professor de “estimular a participação dos alunos de manifestações, atos públicos ou passeatas”, de “emitir opiniões pessoais sobre fatos históricos, ideologias ou movimentos religiosos”. O poder público também fica impedido “de se envolver em questões relativas à orientação sexual, vetando a possibilidade de aplicação da chamada ideologia de gênero”.

Os professores, pais, estudantes e gestores da rede de ensino pública e privada da cidade de Campinas, consideram que a proposta impossibilita o que o próprio vereador propõe: “preparar o aluno para o exercício da cidadania” e “apresentar as principais versões, teorias, opiniões e perspectivas concorrentes a respeito da matéria”.

Entendemos que o exercício da cidadania implica a formação integral dos alunos, a existência de uma escola que possibilite às crianças e aos jovens pensarem por eles mesmos. Não basta adquirir conhecimento, é preciso refletir sobre o meu lugar no mundo, a maneira como os sentidos desse mundo afetam cada um de nós e os que nos cercam.

Esperamos que os senhores vereadores vetem esse projeto em defesa da cidadania das crianças e dos jovens que frequentam nossas escolas.

Para assinar este abaixo-assinado, clique aqui.

Artigos relacionados

informativos

1º Grande Ato Fora Temer!: Ocupar e Resistir Pelos Direitos Sociais!

A Frente Brasil Popular Campinas, junto a todas as organizações e pessoas que se colocam contra o impeachment, convoca para o próximo sábado (18), às 10h, na Praça Rui Barbosa

informativos

TV Fepesp: Trabalhador sindicalizado tem maior proteção?

Uma constatação em recente pesquisa sobre níveis de emprego no Brasil traz uma conclusão surpreendente: ao mesmo tempo em que aumenta o desemprego no país, aumenta o número de pedidos

informativos 0 comentários

Apropucc na luta contra a violência à mulher

10 de outubro é o Dia Nacional de Luta contra a Violência à Mulher. Em 1980 a data foi marcada com um movimento que começou em São Paulo, quando mulheres

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!