Professor recebe reajuste de apenas 7% e ministro fala em valorização

Professor recebe reajuste de apenas 7% e ministro fala em valorização

  O piso salarial dos docentes é reajustado anualmente, seguindo a Lei 11.738/2008, a Lei do Piso, que vincula o aumento à variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno definido no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Para o ministro Mendonça Filho (DEM-PE), os professores se sentirão estimulados com o aumento: “É algo importante porque significa, na prática, a valorização do papel do professor, que é central na garantia de uma boa qualidade da educação. Não se pode ter uma educação de qualidade se não tivermos professores bem remunerados e motivados”, acrescentou em declaração à Agência Brasil.

O presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão, criticou o não cumprimento do piso, “existe muita controvérsia sobre o cumprimento do piso em todo o país. Cumprir a lei não é somente pagar o valor, mas todo o conjunto da lei”, analisa.

De acordo com os dados da CNTE, 13 estados não cumprem a lei do piso. Para Roberto Leão, mesmo com o anúncio do reajuste, as mobilizações continuam, pois o valor está longe do ideal para a categoria.

Fonte: Portal Vermelho

Artigos relacionados

informativos

Nota da Apropucc: Greve Geral em Defesa da Democracia e dos Direitos dos Trabalhadores

Em nota divulgada nesta terça-feira (27), a diretoria da Apropucc manifesta apoio à Greve Geral convocada para 30 de Junho.                    

informativos

Programação Cineclube Outubro 2018

O Cineclube Outubro do Museu da Imagem e do Som de Campinas está com programação nova, confira as novidades: 14/09 – 19h: Documentário “Afastando Muros”, sobre a vida e militância do

informativos

Maioria dos desempregados sobrevive de bicos ou trabalho temporário

Desemprego derrubou o padrão de vida de seis em cada dez brasileiros Pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e  Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!