Apropucc na luta contra a violência à mulher

10 de outubro é o Dia Nacional de Luta contra a Violência à Mulher. Em 1980 a data foi marcada com um movimento que começou em São Paulo, quando mulheres reuniram-se nas escadarias do Teatro Municipal para protestar contra o aumento dos crimes de gênero em todo o país. A partir daí, a data faz parte do calendário de lutas feministas no Brasil.
E foi em 2016 que essa luta avançou com a garantia de uma importante legislação, a Lei 11.340, mais conhecida como Lei Maria da Penha, considerada um marco no combate à violência doméstica e familiar contra as mulheres.Mas apesar dessa grande conquista, ainda há uma banalização da violência contra a mulher.
A Apropucc tem um compromisso de apoiar e cobrar o cumprimento efetivo da Lei Maria da Penha, a fim de alterar os comportamentos de violência contra as mulheres e responsabilizar os agressores. Eliminar todas as formas de violência contra as mulheres e meninas e combater as desigualdades de gênero é uma das lutas travadas pela diretoria da entidade.
Basta de violência!BANNER_violencia_contra_mulher

Sobre o autor

Artigos relacionados

informativos

Greve Geral: Carta Aberta do Movimento Estudantil da PUC-Campinas

Carta Aberta “A saída é a Luta e a Greve Geral” do Movimento Estudantil da PUC-Campinas em parceria com a Apropucc e o Sinpro Campinas e Região sobre a Greve

informativos

Boletim da Apropucc – 03/2015

Baixe aqui o Boletim Apropucc – 03/2015, de 14 de Dezembro de 2015.        

informativos

Comunicado sobre o pagamento do reajuste salarial e abono

Em audiência conjunta realizada no primeiro semestre deste ano, entre a Apropucc, Sinpro Campinas e reitoria, foi solicitada pelas entidades representativas dos professores a incorporação integral de 10,57% sobre os salários

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!