Movimento Amplia oferece oportunidades para jovens negros e indígenas a partir da educação

As campanhas para o adiamento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) conseguiram retardar a data da prova, principal meio de acesso à universidade do país. No entanto, o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) não prorrogou o prazo das inscrições e, na última terça (2), comunicou que cerca de 300 mil inscritos estavam com o boleto em aberto. A data limite para o pagamento da taxa foi estendida até 10 de junho.

O alto número de estudantes que não quitaram a tarifa chamou a atenção de Cristiano Ferraz, um professor de inglês de 26 anos que dá aulas em uma escola da rede municipal de Petrolina, no sertão de Pernambuco, e no Ensina Brasil, um programa que estimula a liderança de jovens na educação.

Com isso ele se juntou a outros entusiastas que decidiram criar uma campanha de apadrinhamento de jovens negros e indígenas com objetivo de quitar os boletos em aberto da inscrição para o Enem.

A iniciativa se transformou no Movimento Amplia que se descreve como uma rede de “entusiastas pela ampliação de oportunidades para juventude negra e indígena a partir da educação”.

Apostando no caminho da educação como uma forma para transformar a sociedade a Apropucc apoia essa causa. Para conhecer o projeto e ajudar na campanha Movimento Amplia acesse o Instagram [https://www.instagram.com/movimento_amplia/].

O projeto oferece a oportunidade de para o colaborador ser tutor do aluno, dar aulas ou doar um computador que está parado em sua casa. Venha conosco unir forças em prol da educação!

Fonte: com informações do portal UOL

Artigos relacionados

informativos

A crise forjada da Previdência

De maneira objetiva a professora e pesquisadora do Instituto de Economia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), desvela o discurso oficial que sustenta, contabilmente, que a Previdência Social

informativos

TRT mantém decisão e anula alterações na carreira docente da PUC-Campinas

Em 2006, entrou em vigor o novo plano da carreira docente da PUC-Campinas que, dentre outras mudanças, estabeleceu que as horas-pesquisa, antes chamadas horas-dedicação, valeriam 60% do valor referência da

informativos

TV Fepesp: A Voz do Professor – Dicas para a volta às aulas

Professora, professor na sala de aula: fala, fala, fala mais alto para ser ouvido, fala muito. Com a volta às aulas é hora de pensar de novo no cuidado com a

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!