Palestra discutirá exposição intensa dos professores às plataformas digitais

Na quintsinpro_Palestra2_22_10_20a-feira (22/10), às 18h, o Sinpro Campinas e região promoverá, em parceria com o CES (Centro de Estudos Sindicais e do Trabalho) e a Apropucc, a palestra com a Profª. Drª Katia Reis sobre “A Saúde dos(as) professores(as) frente a intensa exposição às plataformas digitais”.

O evento pode ser assistido pelo link [https://us02web.zoom.us/j/83823000162] e será transmitido também pela página do Facebook e canal do Youtube do Sinpro.

Profa.Dra. Kátia Reis
Possui graduação em Serviço Social, mestrado em Educação em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000) e doutorado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (2008).

Atualmente é pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz e atua como coordenadora do grupo de pesquisa Sintheses (saúde, sindicato, trabalho e educação), certificado pela Fundação Oswaldo Cruz.

Exerceu o cargo de coordenadora do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/Ensp/Fiocruz) no período de 2015 a 2019. Tem experiência na área de Saúde Coletiva com ênfase em Saúde do Trabalhador e Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde do trabalhador, formação e educação de trabalhadores, trabalhadores de escola, saúde de professores, trabalho docente universitário, precarização do trabalho e metodologias participativas.

Artigos relacionados

Notícias

Bolsonaro e os livros de colorir

Dias atrás, acompanhei, por pura curiosidade mórbida, uma discussão que se seguiu no Facebook depois que alguém compartilhou uma entrevista com um professor doutor de filosofia com ao menos oito

Notícias

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE SAÚDE COLETIVA | Uma Carta de Esperança no Futuro – 4º CBPPGS

O momento atual é trágico para o Brasil. Certamente, esta carta será lida no futuro e nos cabe, agora, descrever o que vivenciamos. Esta é uma carta com vontade de

Notícias

Professores vão receber reajuste de 10,57% retroativo a 1º de março

Os professores da PUC-Campinas vão receber junto com o salário de junho, as diferenças do reajuste de 10,57%, relativas aos meses de março a maio. O índice foi definido na

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!