Carreira Docente: Sinpro ganha novo processo contra PUC-Campinas

Carreira Docente: Sinpro ganha novo processo contra PUC-Campinas

Em uma nova vitória contra a PUC-Campinas, o Sinpro Campinas e Região garantiu que todos os professores que aderiram à nova carreira docente em 2006, recebam o pagamento das diferenças da hora-pesquisa, reduzidas em 40% , a partir da adesão ao regime de dedicação.

A ação coletiva foi impetrada pelo Sindicato em 2010, pleiteando a nulidade do rebaixamento do valor da hora-pesquisa em relação à hora-aula, ilegalidade esta trazida com a nova carreira docente.

“A PUC estabeleceu que as horas-pesquisa, antes chamadas horas-dedicação, valeriam 60% do valor referência da hora-aula. Então, quem migrou para esse novo plano, teve redução do valor do trabalho, já que antes, as horas dedicação valiam 100% do valor da hora-aula”, explicou Marilda Ribeiro Lemos, diretora do Departamento Jurídico do Sinpro Campinas.

A ação coletiva inicialmente foi negada pelo Poder Judiciário, pois os direitos envolvidos seriam individuais heterogêneos, só podendo ser “cobrados” individualmente. O Sinpro recorreu ao TRT, mas a decisão foi mantida.

Em nova tentativa o Sindicato recorreu ao TST, em Brasília, dessa vez com um Agravo de Instrumento. Acolhido pelo TST o agravo, o Tribunal reconheceu a legitimidade plena do Sinpro Campinas para questionar as alterações lesivas do plano de carreira da PUC-Campinas.

Com a decisão, o processo retornou para a primeira instância e o mérito da causa foi julgado. O Poder Judiciário reconheceu que as alterações impostas pelo novo plano de carreira docente, especificamente no caso do rebaixamento do valor da hora pesquisa, caracterizaram alteração contratual ilícita, violando o artigo 468 da CLT.
Também com relação aos professores novos houve decisão favorável, reconhecendo o descumprimento da cláusula “Salário do Professor Ingressante” da Convenção Coletiva de Trabalho.

Como a decisão é de primeira instância, a PUC-Campinas ainda pode recorrer da sentença.

Fonte: Sinpro Campinas e Região

Artigos relacionados

Notícias

Diretoria da Apropucc participa do 9º Conatee

A Apropucc, através do presidente, Ednilson Arendit, da vice-presidente, Silvana Suaiden, da tesoureira, Liliana Lima, estiveram no 9° Conatee (Congresso da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino) realizado entre os

Notícias

Centrais pedem que TST suspenda sessão que vai rever regras trabalhistas

FAs centrais sindicais emitiram nota conjunta sexta-feira (2) pedindo a suspensão da audiência marcada para 6 de fevereiro, na qual o Tribunal Superior do Trabalho (TST) pretende analisar a alteração

Notícias

Sindicato é imprescindível para responder à investida do capital

O movimento sindical está mostrando sua importância e o seu valor no enfrentamento aos contínuos ataques do capital contra o trabalho. No caso dos professores, ações na Justiça, assembleias e

0 comentários

Nenhum comentário

Você pode ser o primeiro a comentar esta matéria!